Polícia
17 Mai de 2013 - 09:09 - por Redação

'Operação Estaleiro' é realizada em Coruripe; ao todo onze pessoas já foram presas

 
Foto: Divulgação
Ao todo, onze pessoas já foram presas acusadas de envolvimento com tráfico de drogas, pistolagem e crime organizado na região.

Teve início, na manhã desta sexta-feira (17), uma operação de cumprimento de mandados de prisão e busca e apreensão na cidade de Coruripe, Litoral Sul de Alagoas. A ação está sendo realizada por Policiais Civis da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) juntamente com a Força Nacional.

Ao todo, onze pessoas já foram presas acusadas de envolvimento com tráfico de drogas, pistolagem e crime organizado na região. Segundo a delegada Ana Luíza Nogueira, da "Operação Estaleiro", participam cerca de 40 policiais do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil, Tático Integrado de Grupos de Resgate Especial (Tigre), Seção Especial de Combate a Roubos a Bancos (Serb), Asfixia e Seção Antissequestro, que iniciaram o cumprimento dos mandados de prisão por volta das cinco horas da manhã.

A operação teve como base um trabalho de investigação realizado pela Polícia Civil  e também pela divisão de inteligência da Deic. Os mandados foram expedidos pela 17ª Vara Criminal. 

Fonte: Correio de Alagoas

Comentarios:

  • VERA disse em 18 May 2013

    REPORTAGEM DE 1 ANO ATRAZ EDUARDA E CINTIA O delegado responsável pelo caso José Carlos Salles recebeu uma comissão formada pelos membros do conselho Tutelar e a imprensa local e alagoana em seu gabinete para esclarecer os fatos pelos quais resultaram nas prisões de Raphael Lima e Darlan da Silva realizadas na noite ontem. Segundo o delegado, surgiram novos fatos e nos depoimentos os suspeitos Rafael Lima e Darlan da Silva acabaram entrando em contradições (MENTIRA )por isso tiveram suas prisões decretadas temporariamente por 30 dias, passando de depoentes a suspeitos, mediante os fatos, pesa contra eles a acusação de sequestro e cárcere privado(MENTIRA ) uma vez que não apareceram os corpos,(NENO SABIA ) eles foram encaminhados a capital para fazer exame de corpo de delito, em seguida conduzido a regional de Penedo por questão de segurança. Como houve prisão, à polícia tem 10 dias para concluir o inquérito podendo prorrogar por mais 10 se for necessário para conseguir elementos probatórios a fim de substanciar o inquérito e dar continuidade às investigações para sua conclusão, será pedido à quebra de sigilo telefônico e feita a triangulação dos mesmos, aguardaremos o laudo da perícia feita no veiculo que segundo a mesma já foi comprovado que o carro foi lavado. A EXECUÇÃO FOI POR PARTE DESSA GANGE O DELEGADO Carlos Salles ELE SABIA DE TUDA ESSA GANGE DA NOSSA CIDADE,ASSASSINANTOS E FALSIFICAÇÃO DE CARTÕES DE CREDITO QUEM Ñ SABE DESSA SUJEIRADA TODA?

Deixe seu comentário:

Comentário enviado com sucesso.

Seu comentário está aguardando aprovação, em breve será exibido junto à notícia.